MOSTRA DE CINEMA CONTEMPORÂNEO DOS AÇORES

A Associação Cultural Burra de Milho, em parceria com a Direção Regional das Comunidades, a Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul e o Serviço Social do Comércio – Sesc RS, promove uma Mostra de Cinema Contemporâneo dos Açores, e que consiste na exibição de filmes realizados nos Açores, promovendo os seus realizadores, a região, a língua portuguesa e, no fundo, a identidade cultural açoriana.

Desde 2013 que a Burra de Milho tem vindo a organizar mostras de cinema em torno do evento “Amostram'isse - Mostra de Cinema dos Açores”, com cerca de 50 sessões e aproximadamente 2000 espetadores, exibindo em várias ilhas dos Açores, Continente Português, Estados Unidos da América, Canadá e Brasil.

O grande objetivo é a divulgação da cultura açoriana, sendo o cinema uma excelente forma de termos uma visão de uma sociedade, uma reconstituição de nós próprios.

Pretende-se também explorar a identidade do cinema realizado nos Açores, tornando-se num exercício de introspeção, arte e identidade cultural. Reconhecemos a importância de valorizar e fomentar a criatividade em benefício de um desenvolvimento sociocultural harmonioso, protegendo as memórias e as manifestações culturais representativas da identidade cultural açoriana.

Pretende-se ainda promover um sentido de comunhão em torno de valores e bens culturais, permitindo aos açorianos e açor-descendentes a partilha de uma cultura vasta e singular, que se reflete na criatividades dos nossos jovens.

Queremos contribuir para uma visão atraente e diversificada da cultura açoriana, reforçando a importância do ensino e promoção da cultura portuguesa junto dos mais jovens açor-descendentes, assim como do fortalecimento da sua ligação à terra dos seus pais, avós e bisavós. Esperamos incentivar ainda esses jovens a realizarem filmes, preferencialmente sobre a região ou a nossa diáspora, ficando informados de que existe uma grande recetividade por parte das entidades responsáveis nos Açores.

Esta feliz parceria com a Casa dos Açores do Rio Grande do Sul, sob o apoio da Direção Regional das Comunidades, permitirá sentir a dinâmica de uma comunidade cada vez mais forte e respeitada junto da diáspora açoriana, onde a distância geográfica e o fim dos movimentos migratórios se encontram a grande distância, no espaço e no tempo.

Assim, e durante uma semana, realizar-se-ão sessões com variados filmes, passando pelas curtas, médias e longas-metragens, da ficção ao documentário, passando pela animação, realizados por açorianos ou sobre os Açores.
A Associação Cultural Burra de Milho fortalece desta forma a aposta que tem vindo a fazer no cinema e na promoção dos jovens criadores dos Açores, indo de encontro aos objetivos da associação, uma vez que a formação de novos públicos e a oferta variada de cinema é uma necessidade premente para o desenvolvimento cultural dos jovens açorianos.

Instituições realizadoras:   
Governo da Região Autônoma dos Açores
Associação Cultural Burra de Milho
Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul – CAERGS
Serviço Social do Comércio – Sesc RS,

Objetivo da Mostra: permitir que o público tome contato com uma realidade do cinema realizado nos Açores, pela descoberta de uma nova corrente de cinema contemporâneo, e pelos seus criadores. Por outro lado, o cinema é sempre um retrato, uma soma de uma visão, uma reconstituição de nós próprios. Nesta mostra desejamos também mostrar a identidade do cinema realizado na região, identificando-nos, contando e recontando a nossa história, o que acaba por ser um exercício de introspeção sobre arte e cultura.

Formato da Mostra: exibição de um conjunto de filmes realizados nos Açores, em formato digital, que pretende abordar o estado da arte do cinema na região.
Formato do evento: O evento foi programado com o objetivo de se realizar ao longo de cinco dias, em quatro municípios com comunidades de imigração açoriana, em exibições diárias de curtas e longas-metragens de ficção e documentário, contando sempre com a presença do representante da Associação Cultural Burra de Milho e coordenador da Mostra, Miguel Costa, que realizará breve bate-papo após as sessões.

Cronograma da Mostra:

03/10 – Viamão
04/10 – Gravataí
05/10 – Glorinha
06/10 – Canoas

CRONOGRAMA DE EXIBIÇÕES E DETALHAMENTO DAS OBRAS
VIAMÃO
Data: 03/10 (terça)
Local: Instituto Estadual Isabel de Espanha
Endereço: Av. Senador Salgado Filho, 1579 – Viamão
Contato da Responsável: Adriana
Telefones: (51) 3318-5811 / 99393-8646
E-mail: [email protected]

Cronograma:
10h – Exibição do filme de curta-metragem Ponta dos Rosais (Dinarte Branco, FIC, 2013, 14’) + debate
Público: estudantes de ensino médio e técnico/Magistério
Sinopse: Dois amigos visitam S. Jorge nos Açores. Decidindo dar uma volta, alugam um carro com duas raparigas que viajaram no mesmo barco. Na Ponta dos Rosais visitam um farol abandonado. Eis que chega um carro com um casal de turistas. Inspirado pelo cenário um deles propõe que matem os turistas. Brincadeira de mau gosto?
Trailer: http://vimeo.com/77543517

14h – Exibição do filme de curta-metragem História dos Açores (Tiago Rosas e Victor Descalzo, ANI, 2012, 18’) + debate
Público: estudantes de ensino fundamental/séries iniciais
Sinopse: “História dos Açores” é um filme de animação que retrata a viagem do povo açoriano através dos tempos. A cultura, lendas e vicissitudes do arquipélago, bem como os diversos ciclos socioeconómicos são aqui apresentados de forma apelativa.
Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=hF4i3ajRJVM


15h30min -  Exibição do filme de curta-metragem Tempos de bairro (Sara Azad, 2014, DOC, Portugal, 18') + debate
Público: estudantes de ensino técnico/Magistério
Sinopse: "Tempos de bairro" explora o desaparecimento de um hábito infantil que era comum em gerações anteriores. Baseado nas memórias de uma infância pessoal, o documentário mostra um período de outrora onde as brincadeiras de rua formavam a paisagem de um bairro. Como tal, faz-se a revisitação de um passado e relata-se a experiência de um lugar. Trailer: https://vimeo.com/112402580
Trailer: https://vimeo.com/112402580



GRAVATAÍ
Data: 04/10 (quarta)
Local: Teatro do Sesc Gravataí
Endereço: Av. Anápio Gomes, 1241 – Centro – Gravataí
Contato da Responsável: Tiago e Mariana
Telefone da Responsável: (51) 3497-6216
E-mail: [email protected] / [email protected]

Cronograma:
19h30min – Cerimônia de abertura com autoridades
20h - Exibição do filme de longa-metragem Noite de Festa (Nuno Costa Santos e Tiago Carvalho, 2012, DOC/FIC, 60′) + debate
Público: estudantes de ensino médio e ensino fundamental para jovens e adultos  / autoridades / membros da Casa dos Açores do RS (CAERGS)
Sinopse: Nuno, 37 anos, escritor e guionista, sente falta dos seus discos na sua nova casa em Lisboa. Resolve por isso buscá-los a São Miguel, Açores, a sua terra, onde viveu uma adolescência musical, em grande cumplicidade com os amigos, com os lugares, com as músicas, com as velhas e as novas realidades da ilha.
Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=UG8IMvy9gHg&feature=youtu.be


GLORINHA
Data: 05/10 (quinta)
Local: Escola Municipal de Ensino Fundamental Ary Soares
Endereço: R. Venâncio dos Santos, 815, Glorinha - RS
Contato da Responsável: Neusa
Telefone da Responsável: (51) 3487-1905 / 3487-1526 / 99957-1676
E-mail:
Cronograma:
9h – Exibição do filme de curta-metragem PDL-LIS (Diogo Lima, Portugal, 2012, DOC, 28') + debate
Público: estudantes do 7º e 8º ano do Ensino Fundamental
Sinopse: A que sabe voltar à casa que julgamos querer abandonar de vez? Um jovem a estudar em Lisboa faz uma viagem a São Miguel para descobrir qual é a sua relação com a terra-natal à medida que a distância e o tempo os vão separando. Percorre e filma com um novo olhar os sítios onde cresceu e que até agora lhe traziam uma sensação agridoce. Neste exercício para um atelier de documentário da sua licenciatura, Lima repete continuamente que odeia a sua terra, mas é difícil acreditar nisso.
Trailer: http://vimeo.com/36870456

13h30min - Exibição dos filmes de curta-metragem Alabote (João Botelho e João Garcia, 2013, FIC, 11') e Banana do Pico (Luís Bicudo, 2012, DOC, 27’) + debate
Público: estudantes do 6º e 9º ano do Ensino Fundamental
Sinopse Alabote: Os pais de António partiram e deixaram-no com a avó materna. Ele sonha reencontrá-los e vive num mundo de fantasia que lhe é proporcionado pela avó. Há uma vizinha que, entre sopas e caldinhos, vai tentado abrir os olhos de António para a verdade escondida dentro de um velho baú.
Trailer: http://www.panazorean.com/pt/

Sinopse Banana do Pico: Não se esgota no sabor, a diferença entre uma banana importada e uma banana do Pico, cultivada pelos meus avós. Os meus avós cresceram numa realidade cultural, social e económica que já não existe, e são eles próprios prova disso mesmo, a sua maneira de estar e de ser é outra, de outro mundo.
Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=6mQa_5ssBsk


CANOAS
Data: 06/10 (sexta)
Local: Teatro do Sesc Canoas
Endereço: Av. Guilherme Schell, 5340 – Centro - Canoas
Contato da Responsável: Simone Constante
Telefone da Responsável: (51) 3456-2013 / 99331-9138
E-mail: [email protected]

Cronograma:
14h – Exibição do filme de curta-metragem História dos Açores (Tiago Rosas e Victor Descalzo, ANI, 2012, 18’) + debate
Público: estudantes de ensino fundamental
Sinopse: “História dos Açores” é um filme de animação que retrata a viagem do povo açoriano através dos tempos. A cultura, lendas e vicissitudes do arquipélago, bem como os diversos ciclos socioeconómicos são aqui apresentados de forma apelativa.
Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=hF4i3ajRJVM

16h - Exibição do filme de curta-metragem Tempos de bairro (Sara Azad, 2014, DOC, Portugal, 18') + debate
Público: jovens do Abrigo Raio de Sol (Canoas)
Sinopse: "Tempos de bairro" explora o desaparecimento de um hábito infantil que era comum em gerações anteriores. Baseado nas memórias de uma infância pessoal, o documentário mostra um período de outrora onde as brincadeiras de rua formavam a paisagem de um bairro. Como tal, faz-se a revisitação de um passado e relata-se a experiência de um lugar.
Trailer: https://vimeo.com/112402580

18h – Exibição do filme de longa-metragem Coração Negro (Rosa Coutinho Cabral, FIC, 2017, Portugal, 105') sem debate
Público: comunidade em geral e escolas de ensino médio e de educação de jovens e adultos
Sinopse: A montanha vulcânica e as festividades da Ilha do Pico são o pano de fundo para Coração Negro. Um casal, que nunca é nomeado, acabou de comprar uma casa na ilha. A construção ainda está a meio. Eles já não se veem há bastante tempo, mas nem por isso a chegada da mulher faz despertar a paixão. Entre eles, há apenas medo e desconforto. À medida que o edifício se acaba, também a relação caminha para o fim. Rosa Coutinho Cabral (Arrivederci Macau, IndieLisboa 2013) faz um filme que se despede tenuemente da vida, entre silêncios e sentimentos que se esfumam.

20h - Exibição do filme de longa-metragem Deportado (Nathalie Mansoux, 2012, DOC, 67')
Público: escolas de ensino médio e de educação de jovens e adultos
Sinopse: Deportados dos EUA, onde cresceram e viveram, estes são homens obrigados a regressar à sua terra natal, os Açores, na sequência do cumprimento de penas criminais. Entre recordações longínquas, esperanças abandonadas e a distância das pessoas queridas, as ilhas paradisíacas vão-se transformando lentamente numa prisão a céu aberto. Trailer:
http://www.zeroemcomportamento.org/catalogo/longas/deportado.html

 

Última atualização (Qui, 28 de Setembro de 2017 14:14)